Ir para o conteúdo
Logotipo do FFHC Menu mobile

/imagens/22/83/pdt_bnn_12283.jpg

Iniciativas » Debates

Democracias Turbulentas e seus impactos no sistema internacional

/ auditório da Fundação FHC


“O medo (da mudança) está levando muitas pessoas em diferentes países a buscarem proteção em modelos do passado (conhecidos, mas ultrapassados) em vez de buscarem soluções no futuro”, alertou o ex-premiê sueco Carl Bildt neste segundo seminário intitulado “Democracias Turbulentas”, realizado pela Fundação FHC e o German Marshall Fund of the United States. Com duração de um dia inteiro, o evento contou com a participação de palestrantes dos EUA, da Europa e do Brasil.

“As novas tecnologias dissolveram as estruturas sociais e políticas com que estávamos acostumados (a viver e trabalhar) até recentemente. Precisamos ser criativos para inventar novos instrumentos de governança e de melhoria da vida das pessoas”, disse o ex-presidente brasileiro Fernando Henrique Cardoso.

“O maior desafio do momento é remodelar a política para o Século 21 com base na democracia, que é forte e flexível o bastante para lidar com as rápidas mudanças tecnológicas, econômicas e sociais, cujo impacto sobre a vida das pessoas será ainda maior nos próximos anos e décadas”, afirmou o embaixador norte-americano Thomas Shannon.

“A solução (para os problemas atuais) está na cooperação internacional em um ambiente cada vez mais global. As novas gerações de acadêmicos, políticos, empresários, empreendedores sociais e diplomatas mundo afora já têm conhecimento do que precisa ser feito, mas será que têm o desejo e a energia para liderar esse processo? O trabalho desses novos líderes será julgado pelas futuras gerações”, completou o diplomata.

Assista aos vídeos do seminário “Democracias Turbulentas e seus impactos no sistema internacional” clicando na seção Conteúdos Relacionados, à direita desta página.

Veja como foi o seminário Democracias turbulentas: o que acontece na Europa, na América Latina e nos EUA?, realizado em setembro de 2016.

Otávio Dias, jornalista, é especializado em política e assuntos internacionais. Foi correspondente da Folha em Londres, editor do site estadao.com.br e editor-chefe do Huffington Post no Brasil.

Mais sobre Debates