O que é ser progressista hoje?


Os conceitos de esquerda e direita não dão mais conta de explicar os embates ideológicos nesta altura do século 21. A globalização criou novas divisões no mapa político do mundo, que se sobrepuseram as anteriores, sem eliminá-las: cosmopolitas de esquerda e de direita, de um lado; nacionalistas de esquerda ou de direita, de outro. Como se fosse pouco, as questões relativas ao gênero, à raça, à preferência sexual pesam cada vez mais na formação de identidades políticas.

Para debater este assunto, a Fundação FHC realizou mais um Diálogo na Web, transmitido ao vivo pelo Facebook, com Lilia Schwarcz (historiadora e antropóloga), Fernando Schuler (Mestre em Ciência Política e doutor em Filosofia pela UFRGS - Universidade Federal do Rio Grande do Sul e Marco Aurélio Nogueira (cientista político e professor da UNESP - Universidade Estadual Paulista).

Convidados


Lilia Schwarcz
Historiadora e antropóloga, é professora titular da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo. É autora, entre outros, de “O espetáculo das raças" (1993), “As barbas do imperador" (1998) e “Brasil: uma biografia” (2015), todos pela editora Companhia das Letras, da qual é sócia e fundadora. É curadora-adjunta do Museu de Arte de São Paulo (MASP).


Fernando Schuler
Mestre em Ciência Política e doutor em Filosofia pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul, é professor e pesquisador em tempo integral do Insper, com foco em Políticas Públicas, História e Filosofia Política. Foi secretário de Estado da Justiça e Desenvolvimento Social do Rio Grande do Sul e diretor da Fundação Iberê Camargo. É criador e curador do Projeto Fronteiras do Pensamento.


Marco Aurélio Nogueira
Cientista político, é professor titular de Teoria Política da UNESP, onde dirigiu o Instituto de Políticas Públicas e Relações Internacionais-IPPRI e atualmente coordena o Núcleo de Estudos e Análises Internacionais-NEAI. Colunista do Estadão, trabalha com temas relacionados à reforma do Estado, democracia, sociedade civil, globalização e modernidade. Seu mais recente livro é “As Ruas e a Democracia. Ensaios sobre o Brasil contemporâneo” (Contraponto/FAP, 2013).

Abaixo, assista ao debate na íntegra:

Mais sobre Diálogo na Web